2 de dez de 2012

Estranhas demais

Querido diário, a última noite foi diferente. Tinha um vagalume dentro do meu quarto, que me distraiu firmemente até o momento de eu adormecer.

Ainda há pouco nosso cachorro comeu uma cigarra na cozinha, e eu fiquei torcendo pra ela cantar dentro do estômago dele.

Nossa água tá com um cheiro estranho. Talvez tenha um passarinho morto dentro da caixa d'água. Ou talvez tenha uma ninhada toda deles.

Na penúltima noite fui a um baile com DJ, mas o DJ abandonou o posto e deixou tocando sertanejo por metade do tempo. E o povo gostou.Cheguei em uma amiga pra conversar, mas ela achou que eu queria agarrá-la, e me deixou falando sozinho na pista. Levei um belo toco.

Meu armário tá cheio de biscoitos recheados caríssimos, e eu já to preocupado em não engordar mais e até bolando um Projeto Verão.

É, as coisas andam estranhas demais.