23 de dez de 2010

Petição Pública: contra o aumento de salário dos políticos

Ajudem a impedir a arbitrariedade dos nossos exímios legisladores: contribua no Petições Públicas, assinando digitalmente o abaixo-assinado!



http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2010N4596





Veja também: Deputados paranaenses que votaram pelo aumento

#aumentoNÃO

Deputados federais paranaenses que votaram para o aumento salarial dos políticos, de forma a igualar ao teto salarial nacional do serviço público (salário dos Ministros do STF):

1) Os que têm grande influencia na região:

É, Sr. Balbinoti!

Ah, Ricardo Barros!

 Ratinho Júnior!


2) LISTA COMPLETA

Voto "Sim" significa que o Deputado é a favor do aumento e "Não" significa que ele é contra.

DEM
Alceni Guerra - Sim
Cassio Taniguchi - Sim
Luiz Carlos Setim - Sim

PDT
Wilson Picler - Sim

PMDB
Marcelo Almeida - Não
Moacir Micheletto - Sim
Odílio Balbinotti - Sim
Osmar Serraglio - Sim
Reinhold Stephanes - Não
Rodrigo Rocha Loures - Sim

PP
Dilceu Sperafico - Sim
Nelson Meurer - Sim
Ricardo Barros - Sim

PPS
Cezar Silvestri - Sim

PSC
Ratinho Junior - Sim
Takayama - Não

PSDB
Alfredo Kaefer - Não
Gustavo Fruet - Não
Luiz Carlos Hauly - Sim

PT
Andre Vargas - Sim
Angelo Vanhoni - Sim
Assis do Couto - Não

PTB
Alex Canziani - Sim
Com informações da Câmara dos Deputados

14 de dez de 2010

Só mais 5 minutos no Twitter...

A relação "chefe X funcionário"





Depois de três Meses
Precisa trabalhar mais, CUMPRIR AS METAS
!!
 



Depois de seis Meses
Precisa trabalhar mais pela empresa! Vaaamooosss seja pró-ativo.....
Vaaamooosss.. ... tem cotações pendente ?
 



Depois de um Ano
Eu disse para trabalhar mais... Você me ouviuu!!??

Precisamos atingir as metas!!!

Eu disse
MEEEE-TAAAAS!!!! MEEEE-TAAAASSSSSSSSSSSSSSSSSSS...
   

13 de dez de 2010

EU VOU CASAR VIRGEM

Mídia Secular destaca campanha realizada por Felippe Valadão

Uma campanha que propõe aos jovens a virgindade até o casamento está chamando a atenção no Twitter.

O pastor de jovens e cantor Felippe Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG), lançou #EuVouCasarVirgem!, que ganhou o apoio de centenas de jovens no microblog.

Felippe afirma ter se casado virgem com a também pastora e cantora gospel Mariana Valadão. Eu me casei virgem, foi muito difícil, mas nunca tive vergonha. Eu sabia que Deus iria me honrar, hoje tenho um casamento maravilhoso, escreveu o cantor no Twitter. Aos que já não são mais virgens, ele fala sobre consagração e afirma que não é tarde para recomeçar.

A campanha é uma novidade no Twitter, mas antes muitas celebridades já defendiam essa postura, como o jogador de futebol Kaká, que declarou que se casou virgem; os meninos dos Jonas Brothers, que inclusive usam anéis de castidade e até mesmo o ídolo teen do momento, o cantor Justin Bieber, 16, que não usa anel, mas garante que pretende o momento certo.
 

Só depois do casamento
Fieis da Igreja Batista Filadélfia, no bairro Consolação, em Vitória, o casal Rafaella Farias, 22, e Guilherme Gavazza, 23, resolveram se guardar para a noite de núpcias. O casamento está marcado para agosto do ano que vem. Eu já pensava de forma diferente das minhas amigas antes de frequentar a igreja. Quando não há sexo, o casal tem oportunidade de se conhecer melhor, conta Rafaella.

O noivo Guilherme admite que não é fácil, mas defende que vale a pena. Evitamos ficar sozinhos por muito tempo e costumamos sair sempre com os amigos, mas namoro não é só beijo e abraço. Precisa existir muita comunicação, diz o jovem, fiel da igreja desde os 18.

O apóstolo da Igreja Batista Filadélfia, Ozenir Correia, lembra de outro movimento que prega a abstinência sexual antes do casamento, o Anel de Prata. Surgiu nos Estados Unidos e, há dois anos, é amplamente divulgado no Estado. Essas iniciativas só reforçam a orientação que damos aos jovens, afirma.
 
Eles não pensam só em namorar
Além de se manterem firmes no propósito de se casarem virgens, há jovens que também optaram por namorar só depois de completar 18 anos. Esse é o caso de Amanda Suave Silva, 14 anos. Ela diz que na escola os colegas falam muito de sexo, mas ela prefere se afastar. Duas meninas da minha sala, com 14 anos, ficaram grávidas. Não quero isso para mim. Meus colegas de escola falam de sexo o tempo todo, mas decidi não ser igual a todo mundo, diz a adolescente.

Seu irmão, Wilbert Suave Silva, já tem 18 anos, mas ainda não pensa em se amarrar. No passado, gostei muito de uma menina, mas vi que não era a hora de namorar. Acredito que o namoro ?quebra? a adolescência. Vejo namorados na escola muito amarrados, que acabam se isolando, além de passarem por problemas que não deveriam enfrentar ainda, conta Wilbert, que é alvo constante de brincadeiras na escola.

Já Julielly Silva, 20, foi criada desde pequena na igreja e, por isso, diz que não sofre tanta pressão dos amigos. Todos, tanto na época da escola quanto agora na faculdade, me respeitam. Escuto algumas brincadeiras bobas, mas não fico chateada, eu já esperava por isso. Não existe uma pessoa perfeita, mas dizemos muito que estamos à procura de um príncipe e de uma princesa encantada. Estou determinada a esperar, afirma a estudante.

Nós fomos nos descobrindo juntos
Eles se casaram virgens e não se arrependeram. Diego Alberto, 22, e Ana Paula Correia, 22, estão juntos há quase dois anos e já esperam um herdeiro, que se chamará Calebe. Grávida de seis meses, a jovem diz que sofreu com o preconceito. Ouvi dos outros que eu tinha casado porque estava grávida ou por pressão dos meus pais, afirma Ana Paula.

Diego também sofreu pressão dos tios, principalmente aos 15 anos. Eles quiseram impor o teste da masculinidade e fizeram vários convites. Foi difícil, mas eu soube lidar com isso. Sobre o fato de ter planejado a perda da virgindade, Ana Paula confessa. Deu um frio na barriga antes do casamento, mas conversei com meus pais e amigas casadas. Nós fomos nos descobrindo juntos, conta.



Deu no Twitter: 
Veja algumas manifestações dos jovens que aderiram à campanha:
Não ceda a pressão da sociedade, muito menos do seu namorado (a)

Sexo seguro existe e se chama Casamento!

Antes ser careta do que apoiar a inversão de valores desse mundo

Não porque tenho medo da minha 1ª vez, é porque sei que se eu esperar, todo meu casamento será abençoado!

Apoiamos a campanha #euVouCasarVirgem. Muito Bom! Mas fica uma pergunta: o que é ser virgem pra você?

Jovem, seja forte, renuncie suas vontades

Não abra mão da sua promessa, quem ama espera, não não tenha pressa

Já estou noivo! O que custa espera mais um pouco?

Adaptado por Redação Gospelminas
Fonte: GazetaOnline

25 de nov de 2010

17 de nov de 2010

Ciclo de Debates do PROAÇÃO AMBIENTAL e Concurso do Logotipo

Dia da Criatividade

Existem várias definições diferentes para criatividade. Para Ghiselin (1952), "é o processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução na organização da vida subjetiva". Segundo Flieger (1978), "manipulamos símbolos ou objetos externos para produzir um evento incomum para nós ou para nosso meio". Outras definições:
  • "o termo pensamento criativo tem duas características fundamentais, a saber: é autônomo e é dirigido para a produção de uma nova forma" (Suchman, 1981)
  • "criatividade é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil, e/ou satisfatório por um número significativo de pessoas em algum ponto no tempo" (Stein, 1974)
  • "criatividade representa a emergência de algo único e original" (Anderson, 1965)
  • "criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências, lacunas no conhecimento, desarmonia; identificar a dificuldade, buscar soluções, formulando hipóteses a respeito das deficiências; testar e retestar estas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados" (Torrance, 1965)
  • "um produto ou resposta serão julgados como criativos na extensão em que a) são novos e apropriados, úteis ou de valor para uma tarefa e b) a tarefa é heurística e não algorística" (Amabile, 1983)
Todo ser humano possui criatividade em diferentes habilidades. Acredita-se que a habilidade criativa das pessoas esteja de certa forma ligadas a seus talentos.
 (FONTE: Wikipédia)


USE SEUS TALENTOS!
NÃO TENHA MEDO DE SER FELIZ!

4 de nov de 2010

Rede Ativa em Maringá foi assim...

É, antes tarde do que nunca. Eu achei que não tinha mais esse vídeos, mas fuçando no PC do meu irmão, eis que lá estavam eles. Nem preciso dizer a minha alegria, né!

Música: Ele é poderoso, do Rede Ativa.



Mais vídeos no You tube: Minha Balada e Deixa Eles Pensarem.

Foi um evento marcante o Login II. Não conhecia muito bem o Rede Ativa, apenas algumas músicas, mas comprei o CD, e vale muito a pena. Ouço SEMMMPRE!

OAB e o racismo no Twitter

2010-11-04 - OAB denuncia racismo on-line

“Nordestisto (sic) não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado”. A mensagem postada no Twitter por uma estudante de Direito de São Paulo, que assinou como Mayara Petruso, na madrugada da segunda-feira, depois do resultado da eleição presidencial, terá desdobramentos. A Ordem dos Advogados do Brasil de Pernambuco (OAB-PE) vai entrar com uma notícia-crime contra ela no Ministério Público Federal, hoje, em São Paulo, visando à abertura de ação penal pelos crimes de racismo e por incitação à prática de homicídio na internet.

Se o MPF decidir que a reivindicação é cabível e a estudante vir a responder formalmente a uma ação penal pública, poderá ser condenada a uma pena de dois a cinco anos de prisão e multa. Ela é apontada pela OAB-PE como uma das responsáveis pela onda de manifestações de preconceito contra nordestinos, surgida na internet depois do anúncio da vitória de Dilma Rousseff.

Depois de postar e provocar reações favoráveis e desfavoráveis, ela se desculpou e cancelou seu perfil. “Tarde demais”, afirmou o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano. “O crime de racismo, previsto na legislação, é imprescritível e inafiançável e é preciso reagir a esse tipo de coisa”. Para ele, com esta atitude a OAB busca dar um exemplo e mostrar que a internet não pode ser um campo de impunidade. “As pessoas têm que se responsabilizar pelo que defendem e postam”, afirmou ao lembrar que as redes sociais têm forte repercussão e são meios de comunicação a exemplo de emissoras de televisão e jornais impressos.

A seu ver, a estudante contrariou todos os princípios da ética que um profissional do Direito deve preservar. O crime de racismo é previsto no Artigo 20 da Lei 7.716, Constituição de 05/01/1989 – “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia ou procedência nacional”. Já o crime de incitação pública à prática de ato delituoso é mais brando, prevê detenção de 3 a 6 meses ou multa.

Segundo Henrique Mariano, a notícia-crime visa, em um primeiro momento, apenas a estudante de Direito, que está identificada. Mas poderá se estender a outras pessoas que também postaram mensagens atacando os nordestinos, como “Valeu nordeste, mais quatro anos vivendo nas nossas costas” e “Sou bem a favor de um muro separando sul/sudeste do norte/nordeste”.

O jurista René Dotti considera injusto que essas pessoas sejam penalizadas por um eventual crime de preconceito. “Houve ofensa, mas sem dolo ou intenção de causar o mal. Esse problema cessa com o discurso de pacificação da presidente eleita, de que não vai existir preconceito e de que necessita de todos os brasileiros para governar.”

Para especialistas, o tom de acusação durante a campanha entre Dilma Roussef e José Serra foi um dos impulsionadores para que opiniões reacionárias se proliferassem na rede. “Involuímos anos em questões que demoramos para avançar milímetros, como a descriminalização do aborto. Uma das coisas mais vergonhosas da política brasileira de todos os tempos”, opina o doutor em Ciências Sociais e professor da PUC-SP, Leonardo Sakamoto.

O professor de Ética e Filosofia Política da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Elve Cenci, diz acreditar que os argumentos nas redes sociais mostram, ainda, falta de informação, já que Dilma ganharia mesmo sem os votos do Nordeste. “O Nordeste tem taxas de crescimento chinesas. Cai por terra de que só há transferência de renda por meio dos programas sociais. Este preconceito é grave e precisa ser discutido, para que não evolua para eventos mais drásticos.” O sociólogo e professor da Universidade Norte do Paraná (Unopar), Marco Rossi, lembra que a candidata não ganhou somente entre os pobres. “Empresários, universitários, estudantes. Todas as classes votaram na candidata nesses estados.”

A professora do curso de História da PUCPR Etiane Caloy explica que a possível origem deste preconceito entre Nordeste/Sul começou no Brasil Colônia, quando mitos como o da preguiça, do “não gostar” de trabalhar e do país tropical começaram a ser disseminados. “A colonização no Nordeste, com os portugueses, colocou que o trabalho braçal deveria ser realizado por terceiros, ao contrário do Sul, que teve colonização de países europeus que instituíram a ideia de trabalho próprio.”

Fonte: Gazeta do Povo

26 de out de 2010

Cardápio acadêmico dos sonhos

Pra você que reclama do RU da sua universidade, como por exemplo, o da UEM, veja o cardápio da USP (Campus - São Carlos) e tenha muita raiva!

(clique na imagem para aumentar o cardápio semanal da USP).

Mentira? Confere lá, então: http://www.pcasc.usp.br/

No menu "Restaurante" - "Cardápio Semanal"

Custos da Refeição: - Aluno: R$ 1,90
- Comunidade: R$ 3,00
- Funcionários USP: R$ 2,50
- Visitante: R$ 7,50

Detalhe: um amigo meu disse que o chocolate é Hershey's. ¬¬

7 de out de 2010

A B O R T O


Uma mulher chega apavorada  no consultório de seu ginecologista e diz:

- Doutor, o senhor terá  que me ajudar num problema muito sério. Este meu bebê ainda não  completou um ano e já estou grávida novamente. Não quero filhos em  tão curto espaço de tempo, mas num espaço grande entre um e outro...


O médico então perguntou: - Muito bem.. O que a senhora quer que eu  faça?
A mulher respondeu: - Desejo interromper esta gravidez e conto com a sua ajuda.

O médico  então pensou um pouco e depois de algum tempo em silêncio disse para  a mulher: - Acho que tenho um método melhor para solucionar o problema. E é menos perigoso para a senhora.

A mulher sorriu, acreditando que o  médico aceitaria seu pedido.

Ele então completou: - Veja bem minha  senhora, para não ter que ficar com dois bebês de uma vez, em tão  curto espaço de tempo, vamos matar este que está em seus braços. Assim, a senhora poderá descansar para ter o outro, terá um período  de descanso até o outro nascer. Se vamos matar, não há diferença  entre um e outro. Até porque sacrificar este que a senhora tem nos  braços é mais fácil, pois a senhora não correrá nenhum risco...

A  mulher apavorou-se e disse: Não doutor! Que horror! Matar um criança  é um crime.

- Também acho minha senhora, mas me pareceu tão convencida  disso, que por um momento pensei em ajudá-la.


O médico  sorriu e, depois de algumas considerações, viu que a sua lição  surtira efeito. Convenceu a mãe que não há menor diferença entre  matar a criança que nasceu e matar uma ainda por nascer, mas já viva  no seio materno.


Esse é um relato prático da ação de um ginecologista consciente. A questão do aborto tem estado em pauta na nossa sociedade, onde um grupo pleiteia a sua descriminalização.

Enquanto cristão, como pensar?

A Bíblia nos diz que o próprio Deus nos formou antes mesmo de estarmos prontos, fisiologicamente. E mais, Ele se relaciona com pessoas ainda não nascidas.  Ele se utiliza desse termo para se referir ao cuidado pessoal de Deus por ele mesmo durante a primeira parte de seu estado embrionário (desde a nidação até as primeiras semanas de vida), o estado antes do feto estar fisicamente "formado" numa miniatura de ser humano. Sabemos hoje que o embrião é "informe" durante apenas quatro ou cinco semanas. Em outras palavras, mesmo na fase de gestação da "substância ainda informe" (0-4 semanas), Deus diz que Ele se importa com a criança e a está moldando:

 O Salmo 139.13-16 afirma: "Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste... Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado, e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe".

  Em Jó 10.8,11 lemos: "As tuas mãos me plasmaram e me aperfeiçoaram... De pele e carne me vestiste e de ossos e tendões me entreteceste".

ABORTO É ASSASSINATO. ABORTO É PECADO!

NÃO À INIQUIDADE SOBRE NOSSA NAÇÃO!

"Antes do seu nascimento, quando você ainda estava na barriga da sua mãe, eu o escolhi e separei para que você fosse um profeta para as nações." Jr 1.5

6 de out de 2010

Flagras do Street View

A nova face do Google, o Street View, tem causado polêmica. Cenas inusitadas estão constantemente na mira dos intenautas de plantão, causando todo tipo de reação, desde críticas (quanto ao cerceamento de liberdade) quanto risos, por imagens hilárias e que nos fazem pensar.

O que há de errado aqui? huahuaha

1 de out de 2010

A Marina do Dedo Verde

Quando ela fala, veias caudalosas se projetam no pescoço. Marina Silva tem uma voz arranhada, que parece emergir com esforço de sua figura esguia. Com essa voz não treinada, que vem de dentro, Marina foi a candidata, nesta campanha de cartas marcadas, que soube projetar melhor, com inteligência e ironia fina, suas palavras. Talvez porque fossem palavras dela e de mais ninguém. Não mais do mesmo, não o vale-tudo de quem dá mais salário mínimo, 13o de Bolsa Família, ou empregos para a parentalha.

O título deste artigo é uma alusão a O menino do dedo verde, livro infantojuvenil escrito pelo francês Maurice Druon, em 1957, e adaptado para desenho animado. O protagonista, Tistou, tinha um dom: onde colocava o dedo, nasciam flores. O menino conhece a miséria, a prisão e os hospitais. Decide alegrar esses ambientes. E, ao colocar o dedo no presídio, nascem tantas flores que as portas da prisão não fecham mais. Mas os presos não fogem porque o mundo havia mudado para melhor.

Trata-se de uma fábula. Mas, como a realidade desta campanha eleitoral anda difícil de engolir, fantasias são bem-vindas. Na reta final, uma marola verde se torna onda e atrai desiludidos. Marina, que já se apresentou como a “outra Silva” e a “primeira candidata negra à Presidência”, abandonou os slogans que empobreciam seu discurso para colocar o dedo verde nas feridas do país.


Não por acaso a candidata do PV foi quem mais se beneficiou dessa língua malcheirosa que escorre da Casa Civil de Lula. Após as denúncias de corrupção e tráfico de influência do braço direito de Dilma Rousseff, as pesquisas mostram uns pontinhos a mais para Marina. Era previsto. Essa acriana evangélica, com quatro filhos e coque austero, é a única novidade. Suas reflexões sobre o Brasil e os adversários têm um carimbo de franqueza, sem arrogância. Concordando ou não com ela, somos compelidos a escutá-la.

Suas frases de muito efeito ecoaram em cabeças pensantes e na juventude. Seguem-se algumas delas: “Lula e Dilma infantilizam o eleitor brasileiro com essa história de pai e mãe”. “É possível perder ganhando e ganhar perdendo.” “Serra e Dilma são inteiramente parecidos porque defendem um modelo de desenvolvimento do século XX.” “O Brasil não precisa de um gerentão” (referindo-se a Dilma). “Meus adversários criam duas novelas: numa, o Brasil é todo azul, na outra é cor-de- rosa.” Marina se diz contra “o ‘promessômetro’ para ganhar simpatia”. Quer acabar com o “voto por gratidão” e criar o “voto cidadão”. Difícil, inviável, dirão, mas há um componente de sedução em sua fala.


Na semana passada, depois que Lula proclamou, em mais um comício – “Nós somos a opinião pública” –, a menina do dedo verde reagiu: “Eu acredito na liberdade de imprensa. Acho que o presidente fez uma crítica à imprensa que é contraditória com toda a sua trajetória dentro do PT”.

Dilma perdeu a fachada de paz e amor e reagiu com fúria às denúncias na imprensa. “Ela teve uma recaída. Parecia até ela mesma”, teria dito um aliado da petista, segundo a Folha de S.Paulo. A outra má impressão da semana foi a entrevista de José Serra ao Bom dia Brasil, na TV Globo. Não deixou que os jornalistas perguntassem quase nada. Impedia apartes, num tom professoral e prepotente que afasta até seus eleitores. A uma repórter do humorístico CQC, da Bandeirantes, Serra perguntou se ela tinha namorado. Não é a primeira vez que perde a noção.

Sem plásticas ou cabeleireiros, Marina cresceu de estatura ao longo da campanha. Seu discurso a princípio ambientalista ampliou-se e ganhou consistência no campo dos valores e da ética. Mesmo que a enorme maioria dos brasileiros não vote nela, sabe-se o que sua candidatura representa: uma terceira via, de olho no desenvolvimento sustentável do século XXI, que não comporta esmolas para uma massa tutelada e semianalfabeta. Quando deixou o governo Lula, após quedas de braço com Dilma, Marina afirmou: “Perco o pescoço, mas não perco o juízo”. E não perdeu mesmo.

Fonte: Revista Época

Datafolha: Marina já empata com Serra em quatro capitais e alcança Dilma no Distrito Federal


Marina Silva cresceu 5 pontos percentuais em Recife, em uma únca semana, e empatou tecnicamente com José Serra (PSDB), segundo pesquisa do Datafolha divulgada hoje. No embalo da onda verde que toma conta do país, a candidata do PV já empata com o tucano em quatro das sete capitais pesquisadas pelo instituto: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife.

A mesma pesquisa revela que Marina subiu três pontos no Distrito Federal, abriu seis em relação a Serra e empatou tecnicamente com Dilma (29% contra 32% da petista).

Levantamento feito pelo Ibope, divulgado ontem, afirma que a situação da presidenciável é ainda melhor em Belo Horizonte: abriu 13 pontos sobre o candidato tucano e empatou com Dilma Rousseff (PT), ambas com 32%.

O levantamento do Datafolha, realizado nos dias 28 e 29 de setembro, ouviu 13.195 eleitores em 480 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 33119/2010.

30 de set de 2010

16 de set de 2010

Duas noites em Curitiba

Av. Sete de Setembro


 Curitiba é um lugar lindo. Ponto. Bom, pelo menos os lugares que conheci, são fascinantes.
A capital do estado esbanja beleza e atrativos que nos encantam e convidam a ficar. Se não ficar, pelo menos voltar em breve, para rever e conhecer mais. 



 Castelo no Batel

Enquanto isso, no atual estágio da humanidade...

25 de ago de 2010

Manifesto de um estudante de Direito

Desde antes, bem antes, de ter a minha primeira aula no 1º ano da faculdade de Direito, eu já ouvia gracinhas e insinuações de amigos sobre a minha nova "condição": estudante de Direito.

"Olha, não vai ficar se achando não, hein"

"Hum, já era, o Weslley nunca mais vai ser o mesmo"

Desde cedo ouvia esse tipo de comentário generalista, que coloca todos os estudantes de Direito dentro de um saco fechado e diz: Veja, eles são um só. Bando de hipócritas que se acham superiores.

Será que é tão difícil assim individualizar as pessoas? Será que o comportamento de um ou outro indivíduo desnorteado merece a rotulação de toda uma coletividade?

Mas, sinceramente, não é isso que me incomoda.

O que me deixa mais "de cara" é a maneira como o a disciplina "Direito" é tratada. Estudantes de Biológicas e principalmente Exatas se gabam veementemente da dificuldade de seus cursos, da complexidade de suas contas intermináveis, da enorme quantidade de DP's e exames a que são submetidos. Para essa massa de sofredores (escravos do saber, que tem por algoz sua calculadora HP ou os mapas anatômicos em suas cartilhas para colorir) estudar Direito é fácil, quase que uma futilidade, pelo simples fato de que "é só ler, nem precisa pensar".


"É só ler, nem precisa pensar" ???

A falsa representação da realidade que eles tem é que me tira a sobriedade. Como assim, nem precisa pensar?


O fato de Direito ser uma matéria de cunho eminentemente teórico não significa que seus acadêmicos e profissionais devam se abster de raciocinar, de entender o que está se passando e de encontrar uma solução adequada para cada caso concreto.


Muito bem, vou tentar começar do início, e espancar esse retrato desgraçado da ciência jurídica.

29 de jul de 2010

"Prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

Filipenses 3:14

Pensamento: O jeito de andar numa corda bamba é manter os olhos no alvo, nunca olhando para baixo, nem para trás. O jeito de andar com Jesus é fixar nossos olhos no alvo. A vitória dEle está nos esperando quando ele voltar. Nem no chão (que representa nossas falhas), e nem no que ficou para trás (nossas realizações). O alvo da caminhada cristã é continuar andando em direção a Jesus até encontrá-lo no céu.

21 de jul de 2010

Três pequenos pássaros

George Tomas, um pregador Inglês, apareceu um dia em sua pregação carregando uma gaiola e a colocou no púlpito, começou a falar.

'Estava andando pela rua ontem, e vi um menino levando essa gaiola com 3 pequenos passarinhos dentro com frio e com medo.
Eu perguntei: Menino o que você vai fazer com esses passarinhos?
Ele respondeu: leva-los para casa tirar as penas e queima-los, vou me divertir com eles.

Quanto você quer por esses passarinhos menino?

O menino respondeu: - O senhor não vai quere-los, eles não serv
em para nada. São feios!

O pregador os comprou por 10 dólares! E os soltou em uma árvore!


Um dia Jesus e Satanás estavam conversando e Jesus perguntou a satanás o que ele estava fazendo para as pessoas aqui na terra.
Ele respondeu: Estou me divertindo com elas, ensino a fazer bombas e a matar, a usar revolver, a odiar umas a outras, a casar e a divorciar, ensino a abusar de criancinhas, ensino os jovens a usar drogas, a beber e fazer tudo o que não se deve e que os conduzirá a maldição futura!

Estou me divertindo muito com eles!

Jesus perguntou: E depois o que você vai fazer com eles?

9 de jun de 2010

Meu quarto: Meu sonho

É com grande alegria que venho trazer essa notícia!


Depois de quase 22 anos em que tive que dividir quarto com outras pessoas (sim, minha vida toda!), finalmente agora eu tenho meu cantinho de privacidade.

Muitos podem pensar: "ah, que idiotice, é só um quarto". Inclusive uma amiga muito próxima uma vez me disse: "Ai, vc tem um negócio com quarto hein.."

Sim, e realmente eu sempre tive. Essa sempre foi uma necessidade minha: liberdade, privacidade. Mas do que isso, ter um quarto só pra mim sempre foi um SONHO, embora muitos não consigam entender isso.

Talvez porque eu sempre tenha sido um garoto meio fechado, por vezes introspectivo, alguém que por muitas vezes precisava de um lugar para ficar a sós, um refúgio ante os olhos de todos. E é assim até hoje.

Quem não gosta de se sentir livre, de se sentir em paz?


Ademais, sempre foi muito difícil inclusive pra eu estudar em casa, quizá para ter momentos a sós com Deus. É, depois desses argumentos sei que muitos vão me entender.


Mas o fato é que agora ele está pronto! Já faz três noites que estou dormindo lá, e até agora a ficha não caiu.

Vejam as fotos da construção.