30 de mar de 2011

Roubos forçam câmpus a ter mais vigilância


Um estudante de Direito da Universidade Estadual de Maringá (UEM) foi vítima de um assalto dentro do câmpus na noite da última segunda-feira. Ele ficou cerca de cinco horas em poder dos criminosos e teve o carro roubado. O caso evidenciou mais uma vez a fragilidade da segurança em algumas universidades públicas do estado. 

Na UEM, pelo menos dez aparelhos datashow e sete computadores foram roubados entre 2006 e 2010. Mochilas, aparelhos de som automotivo e retrovisores são alvos constantes dos ladrões. Segundo o chefe da Divisão de Vigilância da instituição, José Soares, a universidade tem poucos vigilantes. “São 110 seguranças que se revezam em três turnos para atender uma área de 40 alqueires. Temos um movimento diário de quase 30 mil pessoas em um câmpus extenso, ou seja, não temos controle de todos que entram na UEM”, explicou.

O assalto ao estudante ocorreu no estacionamento da universidade, mas a ação dos bandidos não foi registrada pelas câmeras, o que revoltou o pai da vítima, o ex-prefeito de Maringá Willy Taguchi. “As câmeras de­­viam cuidar de gente e não só de carros”, disse. 

O prefeito do câmpus, Igor Botelho Valques, informou que há um projeto para instalar uma central de monitoramento. Hoje, a UEM tem cerca de 300 aparelhos para captar imagens. “O ideal seria 1,5 mil câmeras para os cerca de 40 blocos”, afirmou. Se­­gundo ele, a UEM estuda contratar mais vigias, colocar selos em automóveis e identificar visualmente estudantes e funcionários por meio de crachás com o registro acadêmico.

Câmeras na UEPG


Investimento


O monitoramento das áreas parece ser a melhor saída para combater os casos de roubo. A Univer­­sidade Estadual de Londrina, por exemplo, está investindo cerca de R$ 300 mil em um novo sistema de vigilância. De acordo com o chefe da Divisão de Segurança do câmpus, Flávio de Lima, até o final de abril serão instaladas câmeras com melhor resolução e com infravermelho para imagens noturnas. “Este novo sistema é mais eficiente e permitirá uma melhor visualização do câmpus, que é aberto e grande”, explica Lima, que pretende reduzir casos como o furto de aparelhos de som e celulares. 

Solução semelhante será aplicada no câmpus de Cascavel da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, onde ocorreram vários arrombamentos de automóveis nos últimos meses. Até junho deste ano, a direção pretende instalar sete câmeras com alcance de 500 metros e outras 20, menores, em locais estratégicos. “Vamos esperar o governo liberar as licitações para adquirir os aparelhos”, explicou o diretor-geral do câmpus, Paulo Ségio Wolff.

Na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o sistema de segurança por câmeras de vídeo funciona desde 2008. São 268 câmeras espalhadas em dois câmpus. Segundo o prefeito da unidade de Uvaranas, Ítalo Sergio Grande, apenas cinco ocorrências graves foram registradas desde que o sistema foi instalado. Entre elas, o roubo de equipamentos no valor de R$ 25 mil. “Mesmo em casos como esse, as imagens ajudaram a identificar os criminosos e reaver parte dos equipamentos”. 

Na Universidade Federal do Paraná existem 65 câmeras de monitoramento com um custo mensal de R$ 400 mil, já que o serviço é feito por empresas terceirizadas. “Isso ajudou a diminuir depredações e principalmente a inibir roubos de carros em alguns câmpus”, relata o pró-reitor de Administração da UFPR, Paulo Krüger.

fonte: Gazeta Maringá

17 de mar de 2011

DESABAFO DE UM BOM MARIDO


Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras.

Ela tem um liquidificador elétrico, uma torradeira elétrica, e uma máquina de fazer pão elétrica.

Então ela disse: 'Nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar'. Daí comprei pra ela uma cadeira elétrica.

Eu me casei com a 'Sra. Certa'. Só não sabia que o primeiro nome dela era 'Sempre'.

Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la. Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. Ela perguntou: 'O que tem na TV?' E eu disse 'Poeira'.

No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o Mundo tiveram mais descanso.

Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes, o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim. Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer..
Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa. Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dente e lhe entreguei.. '- Quando você terminar de cortar a grama,' eu disse, 'você pode também varrer a calçada.'

Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida'.

'O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido...
(Luís Fernando Veríssimo)

10 de mar de 2011

Guiando, e sendo guiado...

Algumas coisas simplesmente mexem comigo. Coisas como essa:


"Labrador precisa do seu próprio cão-guia após perder os olhos

O cão Edward trabalhava como cão-guia há oito anos, quando precisou ter os olhos removidos após desenvolver catarata, o que deixou seu dono, o cego Graham Waspe, de 60 anos, muito triste. Mas logo o inglês ganhou Opal, de 2 anos, para ajudar não só a ele como também a Edward.




- Opal foi ótima para nós dois. Não sei o que faríamos sem ela - disse Graham ao jornal “The Sun”.


E apesar da deficiência, Edward continua cheio de disposição.


- As pessoas fazem muitas perguntas sobre como ele lida com o problema e ele provavelmente ficou mais famoso agora porque ainda mais pessoas param para falar com ele nas ruas - contou Sandra, mulher de Graham."


Fonte: EXTRA

Você já parou pra
pensar em qual a sua
real missão
neste lugar?



 Efésios 4:2...
suportai-vos uns aos outros em amor

Didatismo por vocação


Há muito tempo, desde o final do ano passado, que eu queria fazer isso. Não é algo muito usual, mas acho que merecido.

Gostaria de usar meu espaço para fazer uma singela homenagem a um profissional muito querido, nosso professor de Processo Penal, Alexandre Ribas de Paulo.

O motivo?

Simplesmente pelo fato de ele ter marcado nossa graduação em Direito com aulas empolgantes, que nos induziam pelos caminhos do saber jurídico. Aulas essas cheias de didática e humor, que nos prendiam até às 23hs na quinta e sexta-feira.


Até hoje nós nos perguntamos: o que leva uma pessoa a ‘abandonar’ (ainda que esse não seja o termo) seu escritório de advocacia e seu magistério na UFSC para vir pra Maringá, lecionar na UEM? O que leva um professor a dizer que as quatro turmas de 4º ano são como 4 filhos seus?


É, interessante não?


Aqui o nosso singelo abraço, de honra e agradecimento por tudo, inclusive pelas aulas aos sábados de manhã, dadas unicamente com o objetivo de ajudar aos graduandos com falhas na grade curricular.

Abaixo, algumas frases memoráveis que ousei anotar durante as aulas. Que tal pensar um pouco nisso??

“O cientista tem que ser humilde pra falar: ‘nós não sabemos’!”

“quando não tiverem nada para fazer, fiquem pensando nisso”

“pegue uma tribo que nunca teve contato com o ser humano”

“qual a nossa função se não resolver o problema dos outros?”

“quero ver o estrago que vou fazer com a minha tese. Tá tudo errado!”

“Acho interessantíssimo a forma como os longobardos tratavam tal assunto”

“Se uma coisa merece ser feita, então ela merece ser bem feita"


alguns alunos do quarto ano/2010


Seja como for’, a gente se vê por aí...

4 de mar de 2011

Está chegando o iPad 2!

E, conforme o previsto, a Apple anunciou hoje o iPad 2. Mais fino, com duas câmeras (uma na frente e outra atrás), novas cores (preto e branco), processador mais rápido, a Apple dá de novo um baile na concorrência. Se o iPad original demorou alguns meses entre seu anúncio e o começo das vendas, agora o tempo diminuiu: nos Estados Unidos, o iPad 2 chega às lojas já no dia 11 de março.

Segundo a Apple, o novo design do iPad 2 deixa o aparelho 33% mais fino e 15% mais leve que o iPad original. As configurações incluem processador A5 de núcleo duplo, tela de 9,7 polegadas, câmera VGA frontal para fazer ligações de vídeo via FaceTime e tirar fotos no PhotoBooth (como nos Macs), câmera traseira que captura vídeo em alta definição, saída de vídeo HDMI (com um cabo opcional para ligar ao televisor) e bateria com duração estimada em até 10 horas. Conectividade? 3G e Wi-Fi.

Além da novidade, foi legal ver que Steve Jobs, CEO da Apple, apareceu no palco para apresentar o iPad 2 (ele está oficialmente afastado por motivos de saúde) e disse que a companhia já vendeu mais de 15 milhões de iPads. O tablet roda o novo iOS 4.3, versão mais atualizada e recente do sistema operacional para iPhone, iPad e iPod touch.

O iPad 2 começa a ser vendido nos EUA já em 11 de março, por preços iguais aos do original, começando em US$ 499 (16 GB/Wi-Fi) e chegando a US$ 829 (64 GB/Wi-Fi e 3G). Uma capinha opcional, chamada Smart Cover, protege a tela e atua como apoio para o tablet (US$ 39 em poliuretano e US$ 69 em couro).

fonte: ALFA